Home

    Últimas Notícias

    Mais Lidas

    Bate-papo com a Reserva - Outubro/2014

                           Nesta sexta!!!


    Última atualização (Qua, 29 de Outubro de 2014 03:37)

     

    Feliz Aniversário, AORE!!

                               28 Out 1982 - 28 Out 2014


    Última atualização (Qua, 29 de Outubro de 2014 03:29)

     

    Nota Pós-eleições

    Irmãos Oficiais da Reserva (R/2) do Exército em Pernambuco,

     

    Eis que se fez a democracia. A maioria decidiu o titular do Poder Executivo nacional.

    Ao confirmarmos nossa posição externada em Nota Oficial publicada de 24/10/2014, vimos hoje parabenizar aqueles que tiveram suas convicções escolhidas pela maioria que se dispôs a participar do pleito eleitoral para a Presidência da República em 2014. Por uma diferença 3%, num universo de 105,5 milhões de votantes, o Brasil escolheu finalmente o seu Presidente para os próximos 4 anos.

    Desta campanha, que se mostrou uma das mais fervorosas das últimas décadas, restaram algumas heranças, entendimentos e conclusões:

    1)      O povo brasileiro não é tão despolitizado como se pensava;

    2)      Distâncias e preconceitos históricos que hipocritamente dizemos não mais existir no Brasil, apenas foram aflorados com o fervor da campanha: pobre x ricos, sulistas x nordestinos, negros x brancos, letrados x desletrados. Não é desta campanha e nem do seu resultado a culpa de todos os preconceitos país. Apenas foram evidenciados sentimentos que nunca abandonamos;

    3)      A lamentável postura de muitos Oficiais R/2 que envergonharam o decoro e o pundonor da classe e que, assim agindo, jamais serão bem-vindos em nossa Associação. Não pelo posicionamento político, mas pela maneira vulgar e vergonhosa como se manifestaram em nosso ambiente de oficiais da reserva e irmãos de farda, mesmo um ambiente virtual. Em manifestação de opiniões, adentrar para o lado pessoal, e com insultos de baixo calão, é algo que está longe de se identificar com o que queremos cultivar em nosso meio. A AORE não representa e jamais representará esta parcela de Oficiais R/2 que demonstram não ter assimilado os caros valores da caserna, como ética, moral, respeito, responsabilidade e exemplo. Cabe lembrar também, que não há direito absoluto no Brasil, e o direito à liberdade de expressão, assim como vários outros, encontra barreira em outros direitos fundamentais tão protegidos quanto aquele e princípios que norteiam nossa Constituição Federal, como o direito à honra e o respeito ao princípio da dignidade da pessoa humana. Portanto, poder ser livre para dizer o que quer, não credencia o autor a desrespeitar outros direitos sem sofrer as consequências da lei;

    4)      A AORE é uma ASSOCIAÇÃO e não um Sindicato de Categoria, e como tal, apesar de defender e lutar pelo bem e valorização de toda oficialidade R/2 pernambucana sem distinção, deve representação apenas a seus ASSOCIADOS, e a ninguém mais. A esmagadora maioria dos Associados-contribuintes e todo corpo dirigente da AORE já endossaram e ratificaram integralmente o posicionamento da AORE e a Nota emitida pela presidência. Portanto, aqueles que desejarem ter vez e voz em qualquer processo, ou quiserem se sentir fielmente representados, que se associem, contribuam e participem para que, somente dentro desta condição, e em sendo a maioria, suas proposições sejam acatadas. Assim como na democracia. Repetimos: a Nota publicada é o posicionamento da Diretoria desta Associação e da maioria de seus membros, o que não significa que esteja correto, e nem teria essa pretensão, ou que seja o posicionamento de 100% dos Oficiais R/2 de Pernambuco.

     

    Entendimentos postos e bem esclarecidos, resta-nos agora, passado o calor das emoções, cultivarmos a união indissolúvel entre nós, e sempre por um Brasil melhor. A AORE continuará na sua inarredável missão de ‘ser a voz civil do Exército na sociedade’ e de valorizar, integrar e promover Aspirantes e Oficiais R/2 de Pernambuco, ligados pelo DNA do CPOR do Recife ou por experiências militares de um passado em comum.

    Viva a democracia!

    Salve a decisão da maioria e fazemos votos de um excelente governo da candidata reeleita, sempre pelo BRASIL.

    A Reserva continua Ativa.

    BRASIL ACIMA DE TUDO.

    Recife, 27 de outubro de 2014 de outubro de 2014
    Rogério de Souza Vasconcelos Jr – 1º Ten R2
    Presidente da AORE/Recife


    Última atualização (Ter, 28 de Outubro de 2014 02:39)

     

    Nota Oficial da AORE/Recife em apoio à candidatura de Aécio Neves.

    ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA (R/2) DO EXERCITO - AORE/RECIFE.

    Nota Oficial da AORE/Recife em apoio à candidatura de Aécio Neves.

    Irmãos Oficiais da Reserva (R/2) do Exército em Pernambuco,

    Faltam 2 dias. O momento por que o Brasil passa é histórico e DECISIVO para a segurança do nosso país. Há muito não passamos por um momento tão tenso e que definirá nosso rumo, que poderá ser catastrófico.

    Diante desta situação extremamente atípica e deste caso de exceção, vimos quebrar o Estatuto da AORE/Recife e contrariar as orientações do Conselho Nacional de Oficiais R/2 do Brasil (CNOR) ao tomarmos oficialmente um posicionamento político-partidário, o que nos é regularmente vedado.

    O perigo que o Brasil corre, e em apenas dois dias, nos impõe não ficarmos silentes, não ficarmos inertes. Nenhum Estatuto pode se pôr acima do nosso juramento do Aspirantado, de lutar pela segurança e grandeza do Brasil, e defender sua honra, integridade e instituições, ainda que com o sacrifício da própria vida. Além disso, antes de tudo somos pernambucanos. E nosso sangue libertário queima em nossas veias.

    Neste momento decisivo, em que um projeto de poder altamente perigoso para a democracia do país se reveste de mentiras, terrorismo eleitoral e se mostra publicamente aliado às piores ditaduras do mundo, ainda apoiando países terroristas;

    Neste momento em que vemos um projeto de poder que já possui alinhamento e domínio sobre os 3 Poderes da República (Executivo, Legislativo e Judiciário), além dos Órgãos de Controle, e que já anuncia públicas metas de controle sobre o chamado 4º Poder (a Imprensa), lançando seus tentáculos de um Regime Totalitário do "quem faz, são os mesmos que fiscalizam, aprovam e julgam";

    Neste momento em que bandidos finalmente presos por corrupção são chamados de heróis por este mesmo poder dominante, que os mantém filiadas e com projetos para o futuro;

    Neste momento em que a imponência do nosso patrimônio nacional, a exemplo da Petrobrás, é sugada por vampiros que enriquecem despudoradamente e investem nossas fortunas bilionárias em países como Cuba, Bolívia e Venezuela, financiando regimes ditatoriais de um socialismo comprovadamente fracassado na história da humanidade;

    Neste momento em que se usa do subterfúgio do medo aos mais humildes (maioria) de que as conquistas sociais irão parar se não apoiarmos essa sanha perigosa de (super) poder, e que os que apoiam falam descaradamente em " povo" e "democracia" para induzir as massas ao erro. Que pela conveniência dividem insistentemente o Brasil lançando pobres contra ricos, negros contra brancos, ao invés de unir o povo brasileiro em uma só tropa;

    Neste momento em que parece que tudo pode se o "meu" está garantido. E o Brasil se afoga num caos que pode não ter mais volta. A saúde é uma mentira, a educação é uma mentira, as obras para tirar o Nordeste da miséria, todas há muito paradas, são uma mentira. E parece que os que apoiam esse lado político o fazem por não quererem ver isto. Ninguém que for eleito irá acabar com as conquistas sociais e o assistencialismo, pois já sabem que isso é o que mais mantém o poder com tanta eficácia.

    Portanto neste momento, a AORE/Recife clama a todos os irmãos em armas e toda a sociedade pernambucana e brasileira que NÃO votem nulo, NÃO votem em branco, NÃO votem na candidata do governo. Votem na única opção que agora temos para reverter esse perigo deletério em que o país se encontra.

    Votem no candidato AÉCIO NEVES 45.

    Não por apego a partido. Não por apego a candidato. Não por paixão e sim por estratégia. O momento é de reversão e o mesmo POVO indignado das passeatas de julho é o mesmo POVO que deve trocar o poder e dizer quem manda. Daqui 4 anos trocaremos novamente se for preciso, mas se mantivermos o que está aí será tarde para os danos irreparáveis à nossa nação. Isso sim é o exercício pleno e a força inexorável da democracia. A hora é de MUDAR e tentar salvar nossos rumos. A hora é de luta e tropa unida.

    Vote! Sempre pelo BRASIL!

    Apoiamos Aécio 45 para Presidente da República.

    E que nossa pátria amada seja salva e liberta!

    Recife, 24 de outubro de 2014.

    Rogério de Souza Vasconcelos Júnior - 1º Ten R/2
    Presidente da AORE/Recife

     
    Mais Artigos...
    Doe agora
    Contribua com a nossa Associação de forma rápida, simples e segura. Nossas realizações dependem da sua valiosa doação e patrocínio.

    Associe-se | Anuidade
    Clique na carteira
    Associe-se | Pague anuidade
    Siga a AORE/Recife
    Facebook Linked In Group Twitter Orkut perfil YouTube Google Calendar Picasa
    Agenda R/2
    Clique no calendário Agenda R/2
    R/2 em ação
    Acontece no Exército